Discurso de Posse da Presidente da AFITES - Maria Teresa Lima Voltar para listagem

A Coluna Opinião Fiscal desta semana traz o discurso de posse da presidente da AFITES, Maria Teresa de Siqueira Lima. A cerimônia foi realizada hoje(21/12/15) pela manhã no auditório da SUFIS-M.

A diretoria do SINDIFISCAL parabeniza a colega Maria Teresa e demais colegas empossados que compõem a diretoria e manifesta seus votos de sucesso para nova gestão. E reitera também o compromisso de unir forças na busca de soluções para as demandas da categoria. A Força do Fisco está na união, e esta unidade deve partir de suas entidades representativas: SINDIFISCAL e AFITES.

Fisco Forte, Estado Forte.

“De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantar-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.” (Rui Barbosa - 1914)



Cumprimento a todos da mesa, agradecendo pela presença. Cumprimento a todos os colegas que comigo compõem a nova diretoria da AFITES e que também estão sendo empossados. Cumprimento todos os colegas que estão deixando a diretoria da AFITES, parabenizando a todos pelo trabalho desenvolvido, inobstante as dificuldades da entidade, em especial, quanto ao seu quadro limitado de filiados.

Cumprimento e agradeço a presença dos representantes do SINDIFISCAL, pelo apoio recebido da nossa Presidente Zenaide e todos os demais colegas da diretoria. Cumprimento todos os colegas que se fazem presentes, prestigiando esse evento, agradecendo a cada um pelo apoio e confiança recebidos.

Retornando ao inicio desta manifestação, cujo texto deixei registrado, constata-se que nunca esteve tão atual o discurso do eminente jurista. Estamos vivenciando estarrecidos, diariamente, com fatos e situações que envolvem autoridades deste País e que nos deixam perplexos, desanimados, envergonhados.

Enquanto a crise política se agrava no Congresso Nacional, as propostas de legislações que vêm em benefício e valorização da carreira dos servidores da administração tributária, ou seja, dos Auditores Fiscais da Receita da União, Estados e Municípios, caminham em passos lentos, é como se não interessasse a motivação e valorização de nós servidores da administração tributária.

Em nosso Estado, mais uma vez estamos atravessando momento difícil, para nós Auditores Fiscais da Receita Estadual. Além da defasagem no quadro de recurso humano, ainda persiste a questão remuneratória, onde a maioria dos Auditores não percebem o seu subsídio estabelecido em lei, em razão do “abate teto” que penaliza a categoria, sem falar nos colegas que ocupam cargo comissionado que nada recebem por mais esta Responsabilidade.

Reiteramos o nosso apoio ao SINDIFISCAL, estaremos juntos em todas as ações que objetivem a construção de propostas em busca de atendimento junto ao Governo Estadual, de forma a construir uma política de pessoal mais justa e satisfatória.

A AFITES, representada pela Diretoria ora empossada, desempenhará as suas atribuições previstas em seu Regimento Interno, sendo que todo o planejamento de ações e decisões serão tomadas por consenso.

Sabemos que as atribuições da AFITES são de extrema relevância, principalmente aquelas direcionadas à assistência a seus filiados, no que concerne à assistência médica, odontológica e outras que objetivem a melhoria da qualidade de vida de seus associados.

A atenção será também direcionada aos colegas aposentados, para assisti-los em suas demandas.

Sabemos que para a efetivação e prosseguimento de qualquer ação dentro da área de atuação da entidade, que também contempla a realização de cursos, seminários, simpósios, etc, e outros tipos de eventos sobre temas tributários e afins, de forma a promover o aperfeiçoamento técnico profissional, é necessário o aporte de recursos financeiros e assim, estamos iniciando uma campanha de filiação para trazer os colegas Auditores Fiscais para associarem à AFITES.

Precisamos fortalecer a nossa entidade para mostrar para a sociedade a nossa diferença, porque somente com qualificação profissional, força e união será possível dar eficácia à norma constitucional que prioriza os servidores da administração tributária dos demais servidores.

A todos um Feliz Natal e um Ano Novo de paz, harmonia, prosperidade e que nossas esperanças sejam concretizadas.

Obrigada.