08/03/2018
Operação Café Requentado apura crime de sonegação fiscal no Norte do Estado

A Receita Estadual participou nesta terça-feira (06) da operação Café requentado, que teve por objetivo elucidar o crime de sonegação fiscal por meio da compra e venda de notas fiscais frias, com trocas entre empresas do setor cafeeiro, visando burlar a fiscalização.

A operação foi deflagrada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Norte) e da Promotoria de Justiça de Rio Bananal, com o auxílio do Núcleo de Inteligência da Assessoria Militar junto ao MPES.

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão em Rio Bananal. Os documentos apreendidos foram encaminhados para a Promotoria de Justiça de Rio Bananal e as mídias encaminhadas para o Laboratório de Tecnologia (LAB) do MPES para análise.

A investigação permanece em sigilo e apura-se o montante em valores das fraudes cometidas, por meio de trabalho técnico da Receita Estadual. Equipamentos do laboratório de auditoria forense digital (LAUD) da Sefaz também foram utilizados na operação.

Com informações do Ministério Público Estadual







Outras Notícias: